"Maria USB"...Bom?

Há tempos que reflito sobre a tênue divisão entre "boa intenção" e "sacrilégio". Por mais que a primeira seja válida, é importante atentar para um possível desvio de valor, sobretudo em ideias que envolvem símbolos religiosos.

O fato de vivermos numa sociedade ocidental dessacralizada em todos os aspectos não nos dá direito (acreditemos ou não em Deus) de dessacralizar àqueles objetos ou símbolos que, por menor que seja o número de pessoas, possui um inestimável valor a um determinado grupo. Sobretudo em objetos do tipo kitch é preocupante esta questão, pois vemos um crescimento desordenado no número de objetos à venda espalhados em lojas e camelôs mundo a fora, sem o devido cuidado com o respeito à religiosidade alheia.

O objeto em questão é o pen-drive desenvolvido pelo designer espanhol Luis Eslava, que trás a imagem de Nossa Senhora como corpo do sistema. Minhas observações acima podem fazer você pensar: "aahh Pablo, quanto exagero, o que tem isso demais?". De fato, um objeto como este não tem intenção alguma de servir a algum tipo de devoção. Sua intenção é clara, ou seja, armazenar arquivos. O que me preocupa é esta banalização dos símbolos religiosos, levando-os à esferas completamente diferentes de seu contexto e expondo-os, as vezes, ao ridículo. Aqui mesmo no blog já fiz elogios a alguns produtos do tipo, mas hoje me pergunto qual o limite de tal uso destes símbolos? Que tipo de reação pode acarretar? Nós, como profissionais e, consequentemente, responsáveis por pelo menos a "orientação" da relação final entre objeto e usuário, como podemos exercer nossa criatividade, sem macular tais símbolos? Quando achei na rede este projeto, ele era anunciado da seguinte forma: 

"Pois é, além de estarem bem armazenados na pen-drive, de quebra seus arquivos estarão abençados pela Santa, evitando que forças do mal corrompão seus arquivos.
Glória a Deus, Aleluia Senhor!"


Além do grotesco pecado gramatical que fiz questão de destacar, pergunto: Foi só eu, ou você também sentiu um ar de ironia nesse texto?

Enfim, abaixo imagens do produto:





Sinceramente, eu não compraria!

Pax!

Nenhum comentário: