Jesus, apaga a luuuuuz!!!!!

Particularmente tenho fascínio por lighting design, pois é uma área que está no limiar entre a arquitetura e o design de interiores, duas coisas pelas quais possui grande admiração. Quando isso é feito, em particular para uma igreja, chama ainda mais minha atenção. É o caso desta igreja em Osaka, no Japão, projetada pelo arquiteto Tadao Ando.

Localizada num subúrbio da cidade, a Igreja da Luz é um edifício que combina a energia de um espaço simbólico com a luz, baseando-se em apenas um. Este edifício é um substituto para um já existente, com estrutura em madeira. Com um orçamento mínimo, o design é caracterizado pela ausência de adornos, contando apenas com o básico: o solo, paredes, telhado e aberturas para a luz (claro!).

O conjunto é composto por dois volumes (a igreja e uma capela secundária) dispostas em um ângulo compatível com o ambiente urbano. Ambos consistem em blocos retangulares. Na verdade, a Igreja da Luz é uma caixa de 6 x 6 x 18, atravessada por uma parede com ângulo de 15 °, que energiza o espaço, uma vez que, ao ser separada da cobertura, permite que a luz se infiltre ao interior, criando a impressão de um teto flutuante. A parede diagonal contém acesso a porta de vidro, que desliza horizontalmente.

A igreja é toda em concreto, marcada pela ausência de adornos, que foram substituídos pela mística dos efeitos de luz. Também os bancos possuem uma curiosidade: foram feitos com partes dos andaimes utilizados na construção da igreja, e foram pintados com tinta preta. Demais, heim? =D

Paz e bem!

Nenhum comentário: