Padre Marcelo versão IPod

Com base na campanha mundial de divulgação do Ipod, a agência de publicidade F/Nazca, conhecida por seus trabalhos com a Skol e Philco e dirigida pelo publicitário Fábio Fernandes, desenvolveu a campanha de divulgação da coletânea de cd's do pe. Marcelo Rossi utilizando vetorizações no mesmo estilo.

Como o objetivo do blog é atentar para erros de acertos de projetos de design de caráter "eclesiástico", é importante ressaltar alguns erros contidos nesse material.

No primeiro material, de fundo verde, o desenho aparece usando uma batina (veste clerical oficial da igreja católica romana), porém o colarinho, que deveria ser o típico colarinho romano, foi trocado por uma referência ao que conhecemos como clergyman, que é um colarinho em forma de tira removível, criado pelos protestantes anglicanos em meados dos anos 60, para que seus pastores se diferenciassem dos padres católicos romanos.


Ou seja, sendo o pe. Marcelo Rossi um sacerdote da Igreja Católica Romana, é no mínimo uma contradição que seu material de divulgação apresente elementos que façam referencia a algo que foi criado justamente para diferenciar um pastor protestante de um padre católico.

Já o segundo, não está necessariamente errado, mas a veste que está caracterizando a freira é, digamos, muito "europeizada". A Santa Sé regulamentou que em países de clima tropical, as vestes das congregações poderiam ser menos fechadas e longas, devido ao calor intenso, haja vista que a maioria dessas congregações trabalham em missões pelo interior do País. Mas como disse, ela não está necessariamente errada, pois há sim no Brasil congregações religiosas que usam vestes parecidas com essas, apesar de serem uma minoria. Certamente a escolha baseou-se num esteriótipo de freira, por isso, é válido.


Já o terceiro tenha tentado retratar talvez um bispo católico, mas nesse sequer aparece colarinho algum e a cruz peitoral (típica do episcopado) está muito abaixo do peito (se é cruz peitoral né???hehehe).



No mais, apesar dos detalhes que não comprometem o conjunto do material como um todo, as peças retratam bem a nova cara da música católica no Brasil, que há tempos desligou-se do tradicionalismo histórico da igreja romana.

Mas falando agora como designer, ficou show! :D

Ahh...pra quem não sabe...esse é o típico colarinho romano...criado no século XVII.


Paz! :D

Nenhum comentário: